Overview

A redução do transporte de oxigénio ao cérebro, bem como a exposição do mesmo a influências nocivas tais como traumas ou substâncias tóxicas, provocam uma alteração das capacidades cognitivas, como a atenção, memória ou concentração. No entanto, as queixas de dificuldades de memória são mais frequentes nos idosos, uma vez que no decorrer do envelhecimento se observam alterações morfológicas, anatómicas e químicas no cérebro. As demências, também geradoras de problemas de memória, atenção e concentração são, por outro lado, doenças e não se devem por si só ao envelhecimento.

Sinais e sintomas

Deve procurar o seu médico se os seguintes sinais e sintomas forem permanentes:

  • Maior dificuldade de adaptação a novas situações;

  • Défice de concentração e atenção;

  • Défice de memória, sobretudo a curto e médio prazo;

  • Aparecimento de estados confusionais;

  • Perturbações do humor: irritabilidade, apatia, agressividade, desconfiança, pessimismo, tendência depressiva;

  • Alterações do sono: dormitar de dia, insónias à noite e despertares matinais;

  • Acufenos (zumbidos): perceção de sons sem haver estimulação sonora do aparelho auditivo;

  • Vertigens;

  • Perturbações da visão.

Tratamento

Caso verifique uma deterioração progressiva da memória ou raciocínio, de forma persistente e com interferência nas suas atividades diárias, deve consultar um médico neurologista.