Overview

A tensão arterial é a medida da pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias durante a sua circulação. A tensão normal é <130/ 85 mmHg. O primeiro valor é a pressão sistólica, ou seja, a pressão máxima que o sangue atinge após a contração cardíaca. O segundo valor é a pressão diastólica (a mínima), isto é, a pressão existente nas artérias entre dois batimentos cardíacos, que é um indicador da resistência que o sangue encontra nas ramificações terminais das artérias.

Para além das variações normais da tensão arterial, o stress, o ruído, a atividade física, a dor e alterações do sono, como a apneia do sono, também provocam um aumento da tensão arterial.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, considera-se hipertensa uma pessoa que apresente PAS ≥ 140 mmHg; PAD ≥ 90 mmHg.

Os doentes hipertensos têm maior risco de desenvolver complicações como acidentes vasculares cerebrais, enfarte do miocárdio, insuficiência cardíaca e renal.

Prevalência

Em Portugal existem cerca de dois milhões de hipertensos. Destes, apenas metade sabe que tem pressão arterial elevada, somente um quarto está medicado e apenas 16% estão controlados.

A hipertensão arterial, principalmente quando não controlada, é um fator de risco para a doença vascular cerebral e doença isquémica do coração, as principais causas de morte em Portugal. 

Sinais e sintomas
  • Esta é uma doença silenciosa por ser assintomática na sua fase inicial

  • Numa fase mais complicada, os principais sintomas são dor de cabeça, tonturas, mal-estar, zumbidos, alterações de visão, palpitações ou dor no peito.

Tratamento

Para prevenir ou ajudar a controlar a hipertensão arterial deve ser adotado um estilo de vida saudável, que passa por:

  • Reduzir o consumo de sal, evitar alimentos salgados como batatas fritas, enchidos, presunto ou enlatados, reduzir a quantidade de sal usada na confeção dos alimentos;

  • Reduzir o peso em excesso;

  • Praticar exercício físico;

  • Reduzir o consumo de álcool;

  • Deixar de fumar;

  • Controlar regularmente a tensão arterial;

  • Manter a toma  dos medicamentos. Mesmo que se sinta bem e tenha valores de tensão arterial controlados não interrompa a medicação sem falar com o seu médico.

O tratamento da  hipertensão arterial tem dois objetivos:

  • Controlar os valores da pressão arterial

  • Prevenir e, sempre que possível, corrigir as consequências e complicações decorrentes do aumento da pressão arterial

(*)Portal da saúde, Enciclopédia da Saúde, Ministério da Saúde, Portugal, 2013